BRU.GI

reforma | consultório | São Paulo | 2018
Um jovem casal de psicólogos, uma pequena sala comercial e muitas ideias na cabeça. O espaço seria dividido em dois ambientes: sala de espera e sala de atendimento. Devido a ausência de recepcionista o espaço de espera doaria a maior quantidade possível de espaço à sala de atendimento que deveria ter duas poltronas, um divã e, a pedido dos clientes, uma bela estante para armazenar seus muitos livros e alguns objetos pessoais. Devido ao tamanho do espaço a estante além de decorativa acabou por acumular outras funções também: os nichos sem portas seriam responsáveis por destacar o tom de vinho tão querido aos proprietários. Os nichos com portas armazenariam produtos para uso não imediato e o maior deles foi reservado para depósito de material de limpeza. Para apoio de pacientes e psicólogos uma das prateleiras de cada módulo da estante pode ser deslizada para ser utilizada como mesa lateral.  Para equilibrar o tom de vinho das paredes atrás das estantes optou-se por um tom de cinza para lavabos, demais paredes da sala de atendimento e sala de espera, piso vinílico madeirado e marcenaria branca. Assim como a vida que jamais permanece estática o espaço, apesar de pequeno, permite mudanças com o passar do tempo. A começar pela cor escolhida que a medida que o dia avança e sofre interferência tanto da luz natural quanto das luminárias de lâmpadas dimerizáveis (para conforto dos pacientes) se altera impossibilitando que os proprietários jamais percebam seu tom duas vezes da mesma forma.